Barreiras ao diagnóstico do VIH e hepatites dão o mote para reflexão
04/04/2016 17:33:16
Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
Barreiras ao diagnóstico do VIH e hepatites dão o mote para reflexão

A Associação Portuguesa para a Prevenção e Desafio à SIDA (Ser+), a Câmara Municipal de Cascais, o Hospital de Cascais e o ACES de Cascais vão promover um conjunto de sessões de discussão para permitir que Cascais se torne o primeiro concelho do país a controlar de forma efetiva a infeção do VIH (VIH 1 e VIH 2) e das hepatites (B e C).

Na origem deste conjunto de workshops está a convicção de que o controlo da transmissão destas infeções passa por encontrar soluções para as três áreas da Saúde que atualmente apresentam lacunas: o diagnóstico tardio, a elevada discriminação sentida pelas pessoas que vivem com estas infeções e a ausência de ações eficazes de prevenção.

A primeira sessão vai decorrer a 12 de abril e vai centrar-se na primeira dessas áreas, tendo como tema central o “Diagnóstico das Infeções pelo VIH e Hepatites Víricas”.

A iniciativa vai decorrer no Centro de Congressos do Estoril e conta com a participação de diversos profissionais de saúde mas também de outras áreas da sociedade civil, para garantir uma reflexão abrangente sobre a questão da transmissão do VIH e hepatites.

Estes workshops contam com o apoio institucional do Programa Nacional para a Infeção VIH/SIDA.

Conheça o programa do workshop. Saiba mais aqui.


Pesquisa

Publicações

Prev Next

Médico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Farmacêutico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Hematologia e Oncologia, 24, dezembro 2018

15.º Congresso Português de Diabetes, n.3

  SIDA, 37, janeiro/fevereiro 2019