Novo Nordisk Portugal tem nova diretora geral
09/01/2020 14:48:54
Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
Novo Nordisk Portugal tem nova diretora geral

Após sete anos como product manager da área da diabetes no mercado da Eslovénia da Novo Nordisk, a Dr.ª Anja Salehar acaba de ser nomeada diretora geral da companhia em Portugal, liderando uma equipa de cerca de 50 pessoas. Um dos seus principais objetivos é “ajudar a encontrar soluções que permitam criar um ambiente mais adequado ao acesso de novas terapêuticas de forma sustentável para o Serviço Nacional de Saúde em Portugal.”

 

De nacionalidade eslovena, a Dr.ª Anja Salehar juntou-se à multinacional dinamarquesa Novo Nordisk em 2007 como product manager da área da diabetes no mercado da Eslovénia. Entre 2011 e 2018, enquanto diretora geral da companhia no mesmo país, implementou estratégias e planos de curto e longo prazo para fortalecer a liderança da Novo Nordisk nas suas principais áreas terapêuticas, sendo responsável pela gestão de portfólio e aplicação de medidas para garantir um serviço de grande qualidade.

Durante tempo que passou na Eslovénia, a Dr.ª Anja Salehar esteve ativamente envolvida em diálogos mais amplos sobre saúde enquanto membro dirigente associação local de indústria farmacêutica inovadora (FIRDPC), que por sua vez pertence à Federação Europeia de Indústrias e Associações Farmacêuticas (EFPIA) . Nesta altura desempenhou também o papel de líder do grupo de trabalho Health & Growth, entre 2012 e 2017, cujo objetivo é garantir o acesso atempado a medicamentos inovadores e a parcerias estratégicas entre as indústrias farmacêuticas inovadoras na Eslovénia. Entre 2018 e 2019 foi brand director da área das insulinas para toda a região da Europa em Copenhaga, na Dinamarca.

A nova diretora refere estar “muito orgulhosa e satisfeita por abraçar este novo desafio não só pela equipa talentosa [que irá liderar], mas também por poder criar verdadeiro impacto no país que tem uma das maiores prevalências da diabetes na Europa, com mais de um milhão de portugueses a viver com a doença”.

Simultaneamente, “ainda há muito trabalho a fazer para que as pessoas com diabetes tenham acesso ao melhor tratamento possível, adaptado a cada caso e tendo em atenção as suas comorbilidades, e para que se consiga travar o aumento da prevalência desta patologia. É nesse sentido que vamos continuar a trabalhar com os principais stakeholders da saúde e com os decisores, para melhorar o diagnóstico, prevenção e tratamento da diabetes e da obesidade, bem como das múltiplas patologias associadas”.

“No sentido da prevenção, o passo que tomámos mais recentemente foi a assinatura do Memorando de Entendimento de Cooperação para a entrada de Lisboa no movimento Cities Changing Diabetes, em que contamos com a Câmara Municipal de Lisboa, a Associação Protectora dos Diabéticos de Portugal (APDP), a Administração Regional da Saúde de Lisboa e Vale do Tejo, a NOVA Medical School que pretende promover atividades de sensibilização para a diabetes e prevenção desta patologia”.

 


Pesquisa

Publicações

Prev Next

Médico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Farmacêutico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Hematologia e Oncologia, 24, dezembro 2018

15.º Congresso Português de Diabetes, n.3

  SIDA, 37, janeiro/fevereiro 2019