COVID-19 em Portugal matou menos do que a gripe durante o confinamento
03/06/2020 15:01:33
Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
COVID-19 em Portugal matou menos do que a gripe durante o confinamento

O número de vítimas mortais provocadas pela COVID-19 em Portugal foi inferior ao verificado durante as epidemias de gripe, indica o Jornal de Negócios. A Direção-Geral da Saúde (DGS) contabilizou 2.700 mortes por semana no pico da COVID-19 no país, uma contagem inferior à verificada no início do ano e desde 2017 nos picos da gripe.

 

Segundo os dados do Ministério da Saúde, entre as épocas de gripe 2009/2010 e 2018/2019, foi na época de 2014/2015 que se verificou um maior número de mortos na semana que coincidiu com o pico da gripe — 3.177 de 12 a 18 de janeiro de 2015. O menor número foi na época 2009/2010, com 1.984 mortos entre 23 a 29 de novembro de 2009.

As únicas épocas de síndromes gripais cujos picos coincidiram com uma semana de maior mortalidade do que a Covid-19 foram 2011/2012 (2.952 mortos de 27 de fevereiro a 4 de março), 2014/2015 (3.177 de 12 a 18 de janeiro de 2015), 2017/2018 (2.867 de 1 a 7 de janeiro de 2018) e 2018/2019 (3.036 de 21 a 27 de janeiro de 2019).

A Dr.ª Ana Paula Rodrigues, especialista em Saúde Pública no Departamento de Epidemiologia do Instituto Ricardo Jorge, explicou que a mortalidade após o pico de gripe no início do ano estabilizou em vez de baixar como faz normalmente.

Leia a notícia completa na página da News Farma dedicada em exclusivo à COVID-19, aqui.


Pesquisa

Publicações

Prev Next

Médico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Farmacêutico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Hematologia e Oncologia, 24, dezembro 2018

15.º Congresso Português de Diabetes, n.3

  SIDA, 37, janeiro/fevereiro 2019