Medicamento da BIAL para Parkinson aprovado no Japão
06/07/2020 15:27:46
Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
Medicamento da BIAL para Parkinson aprovado no Japão

O medicamento para a doença de Parkinson da BIAL acaba de ser aprovado pelas autoridades regulamentares do Japão. Pela primeira vez, um medicamento de investigação portuguesa é aprovado no Japão, considerado o terceiro mercado farmacêutico a nível mundial.

 

Em 2013, a BIAL assinou um acordo de licenciamento com a empresa nipónica ONO Pharmaceutical para o desenvolvimento e comercialização de opicapona naquele território.

O Dr. António Portela, CEO da BIAL, salienta que “depois da aprovação na Europa e nos Estados Unidos, a autorização das autoridades japonesas vem reforçar o nosso compromisso contínuo de melhorar a qualidade de vida dos doentes em todo o mundo”.

O responsável acrescenta: “No Japão existem 163 mil pessoas com Parkinson que vão poder beneficiar de um medicamento que resulta da nossa investigação, o que é motivo de enorme orgulho no nosso trabalho e na nossa equipa. Estamos empenhados, juntamente com a ONO, em fazer chegar aos doentes de Parkinson no Japão o mais breve possível o nosso medicamento, agora que esta importante etapa foi ultrapassada”.

Recorde-se que opicapona recebeu também recentemente aprovação do regulador do mercado farmacêutico norte-americano, a Food and Drug Administration (FDA). Disponível no Reino Unido, Alemanha, Espanha, Itália e Portugal, perspetiva-se que ao longo de 2020 e em 2021 o fármaco seja introduzido em outros países europeus, bem como nos EUA, Japão e Coreia do Sul.

A BIAL investe anualmente mais de 20% da sua faturação em investigação e é até hoje a única farmacêutica portuguesa com produtos de investigação própria, entre os quais um medicamento para a epilepsia e um para a doença de Parkinson. Com mais de 15 mil moléculas sintetizadas, BIAL tem centrado a sua atividade de investigação e desenvolvimento nas Neurociências.

Nos últimos 10 anos, o peso das vendas da farmacêutica nos mercados internacionais tem sido crescente, representando hoje cerca de 75% do volume de negócios da empresa. No ano passado, o volume de negócios da BIAL ultrapassou os 300 milhões de euros, sendo que os EUA são já o principal mercado em vendas de farmácia para a farmacêutica portuguesa.


Pesquisa

Publicações

Prev Next

Médico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Farmacêutico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Hematologia e Oncologia, 24, dezembro 2018

15.º Congresso Português de Diabetes, n.3

  SIDA, 37, janeiro/fevereiro 2019