Candidaturas abertas ao Prémio BIAL de Medicina Clínica 2020
15/07/2020 14:59:19
Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
Candidaturas abertas ao Prémio BIAL de Medicina Clínica 2020

O Prémio BIAL de Medicina Clínica, promovido pela Fundação BIAL, tem um valor de 100 mil euros e visa galardoar uma obra original de índole médica, com tema livre e dirigida à prática clínica em que pelo menos um dos autores do trabalho tem de ser médico nacional de um país de expressão oficial portuguesa. As candidaturas encerram dentro de seis semanas, a 31 de agosto.

Criado em 1984, o Prémio BIAL de Medicina Clínica realiza-se de dois em dois anos e é um dos poucos prémios existentes em Portugal que premeia trabalhos desenvolvidos na área clínica, que apresentam resultados de grande qualidade e relevância. Já distinguiu trabalhos em áreas como o cancro, diabetes, Reumatologia, Pediatria ou Neurologia.

O júri deste concurso é presidido pelo Prof. Doutor Manuel Sobrinho Simões, que salienta: “para a edição do Prémio BIAL de Medicina Clínica 2020 desejo que possamos receber um elevado número de candidaturas, sinal da boa ciência e da boa investigação clínica que se faz nas nossas universidades e hospitais.”

O trabalho vencedor, para além do valor pecuniário, será ainda publicado numa primeira edição exclusiva para distribuição gratuita a profissionais de saúde. O regulamento prevê ainda a possibilidade de atribuição de duas menções honrosas, no valor de 10 mil euros cada.

Ao longo das suas 18 edições, o Prémio BIAL de Medicina Clínica já distinguiu 102 trabalhos de 276 investigadores.

O regulamento e o formulário de candidatura estão disponíveis no site da Bial, em https://www.bial.com/pt/fundacao-bial/premios/premio-bial-de-medicina-clinica-2020/.


Pesquisa

Publicações

Prev Next

Médico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Farmacêutico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Hematologia e Oncologia, 24, dezembro 2018

15.º Congresso Português de Diabetes, n.3

  SIDA, 37, janeiro/fevereiro 2019