Bastonário da Ordem dos Médicos Dentistas define prioridades para o mandato
20/07/2020 15:23:14
Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
Bastonário da Ordem dos Médicos Dentistas define prioridades para o mandato

O Dr. Miguel Pavão, em conjunto com o restante painel que integra os novos órgãos sociais da Ordem dos Médicos Dentistas, participou na cerimónia de tomada de posse, no passado sábado, dia 18 de julho. Como prioridades, o novo bastonário definiu a defesa na saúde oral para melhorar a qualidade de vida da população, a valorização dos médicos dentistas e a qualidade do ensino de medicina dentária em Portugal.

No discurso de tomada de posse para o mandato 2020/2024, o Dr. Miguel Pavão salientou que "os médicos dentistas desempenham uma missão essencial para a saúde pública e para o bem-estar dos portugueses. As políticas de saúde pública têm sido muitas vezes desvalorizadas por sucessivos governos, facto que põe em risco o desenvolvimento e estabilidade da sociedade portuguesa.”

Como principais objetivos, o Dr. Miguel Pavão assumiu o foco em três grandes áreas: “a defesa de políticas de saúde oral que melhorem a qualidade de vida das pessoas, a valorização da nossa classe profissional, tantas vezes esquecida, e garantir que a formação superior e pós superior prestada em Portugal se tornam uma referência europeia".

Numa cerimónia que decorreu no Altice Forum Braga e foi marcada pelas condicionantes impostas pela pandemia da COVID-19, bastonário fez questão de dirigir “uma palavra de homenagem a todos os profissionais de saúde, em que os meus colegas médicos dentistas se incluem por estarem a ser o garante da estabilidade política e social nesta crise causada pela COVID-19, que constitui um período adverso e que põe à prova os mais altos valores humanitários. Estou convicto de que sairemos vencedores e mais fortes desta crise pandémica e que isso seria impossível sem a intervenção dos profissionais de saúde”.

Na passagem de testemunho, o bastonário que cessa funções, Dr. Orlando Monteiro da Silva, desejou “ao colega Miguel Pavão, bem como à sua equipa, as maiores felicidades para o mandato que agora se vai iniciar. Obteve nas eleições uma vitória inequívoca, diria retumbante, sendo depositário de muitas expetativas da profissão, umas mais realistas do que outras, mas todas legítimas, porque a ambição é própria dos audazes e nunca faltou no nosso meio”.

O Dr. Orlando Monteiro da Silva deixou ainda “um agradecimento especial a todos os que comigo caminharam nestas quase duas décadas, quer integrando os órgãos sociais, quer através da sua participação nas muitas iniciativas e atividades da nossa Ordem. Em conjunto, deixamos o legado que mais nos deve orgulhar - uma Ordem respeitada, ouvida, exemplarmente gerida, com um corpo de funcionários e colaboradores leais, dedicados, competentes, incondicionais na sua entrega às tarefas inerentes ao funcionamento da instituição. Numa altura de crise generalizada do país, das instituições e das empresas, quero realçar o facto de deixarmos uma Ordem económica e financeiramente muito robusta, com disponibilidades e excedentes financeiros mais do que suficientes para enfrentar o que por aí possa vir, por pior que possa ser”.

Além do bastonário, tomaram posse os novos membros do Conselho Diretivo, do Conselho Geral, da Assembleia-Geral, do Conselho Fiscal e do Conselho Deontológico e de Disciplina da OMD.

O Governo esteve representado pelo secretário de Estado da Presidência do Conselho de Ministros, e também médico dentista, Dr. André Moz Caldas, numa cerimónia que contou ainda com a presença do presidente da Câmara Municipal de Braga, Dr. Ricardo Rio.

Recorde-se que o Dr. Miguel Pavão é licenciado em medicina dentária pela Universidade Fernando Pessoa e parte do seu percurso foi caracterizado pela fundação e presidência, até 2018, da Organização Não Governamental “Mundo a Sorrir”- Médicos Dentistas Solidários Portugueses.


Pesquisa

Publicações

Prev Next

Médico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Farmacêutico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Hematologia e Oncologia, 24, dezembro 2018

15.º Congresso Português de Diabetes, n.3

  SIDA, 37, janeiro/fevereiro 2019