Candidaturas para o Prémio de Jornalismo da SPPSM prolongadas até 30 de novembro
22/10/2020 15:42:31
Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
Candidaturas para o Prémio de Jornalismo da SPPSM prolongadas até 30 de novembro

A Sociedade Portuguesa de Psiquiatria e Saúde Mental (SPPSM) lança o Prémio de Jornalismo em Psiquiatria e Saúde Mental, este ano, de forma a distinguir trabalhos jornalísticos na área da saúde mental. O prazo de candidaturas foi prolongado até 30 de novembro.

Este prémio pretende reconhecer o esforço dos jornalistas na área da saúde mental, dando palco mediático às diferentes vertentes da doença. Este Prémio de Jornalismo distinguirá as três melhores peças jornalísticas na área da saúde mental que, entre outubro de 2019 e novembro de 2020, tenham sido publicadas nos vários meios de comunicação: imprensa, televisão, rádio ou online.

Com o objetivo de dar oportunidade a todos os trabalhos jornalísticos que estão a ser desenvolvidos para o mês na área da saúde mental, a SPPSM prolongou o prazo de candidaturas do seu prémio de jornalismo.

Ciente do papel imprescindível dos meios de comunicação social em informar, difundir e sensibilizar a população, principalmente no contexto atual, a SPPSM, com o apoio da farmacêutica Janssen, companhia farmacêutica do grupo Johnson & Johnson, criou esta distinção.

“Com esta iniciativa pretendemos valorizar o papel crucial desempenhado pelos jornalistas, enquanto formadores de opinião pública, capazes de contribuir para uma sociedade mais esclarecida que minimize o estigma que pesa sobre as pessoas com perturbação mental, familiares e cuidadores”, disse a Prof.ª Doutora Maria João Heitor, presidente da SPPSM.

O júri é composto pela jornalista Maria Elisa, o Prof. Doutor João Marques Teixeira, da Sociedade Portuguesa de Psiquiatria e Saúde Mental, o Prof. Doutor Miguel Xavier, da DGS – Programa Nacional de Saúde Mental, o Dr. Manuel Salavessa, da Janssen e a Dr.ª Joaquina Castelão, da FamiliarMente.

Para este prémio, podem concorrer todos os jornalistas, com carteira profissional válida, residentes em Portugal continental e Regiões Autónomas da Madeira e dos Açores, cuja peça jornalística tenha sido publicada / disseminada num meio de comunicação.

As candidaturas, cumprindo com os requisitos definidos no regulamento do prémio, poderão ser enviadas até dia 30 de novembro para este endereço de email.


Pesquisa

Publicações

Prev Next

Médico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Farmacêutico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Hematologia e Oncologia, 24, dezembro 2018

15.º Congresso Português de Diabetes, n.3

  SIDA, 37, janeiro/fevereiro 2019