É conhecida a importância da progesterona durante a gravidez, e até mesmo antes de conseguir uma gestação para facilitar a implantação do embrião, mas e se fosse possível estabelecer uma relação causal entre os níveis de progesterona no sangue e as taxas de sucesso nos tratamentos reprodutivos? Este foi o ponto de partida do estudo intitulado “A large prospective trial in unselected population confirms that low serum progesterone on the day of embryo transfer impairs pregnancy outcome in artificial cycles”, que a Prof.ª Doutora Elena Labarta, ginecologista do IVI Valência, apresentou no 35.º Congresso da Sociedade Europeia de Reprodução Humana e Embriologia (ESHRE), realizado em Viena.

Publicado em Notícias

Pesquisa

Publicações

Prev Next

Médico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Farmacêutico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Hematologia e Oncologia, 24, dezembro 2018

15.º Congresso Português de Diabetes, n.3

  SIDA, 37, janeiro/fevereiro 2019