No Mês de Consciencialização para o Mieloma Múltiplo, foi aprovado pela Comissão Europeia o primeiro tratamento de manutenção de doentes adultos com mieloma múltiplo (MM) recém-diagnosticado e que foram submetidos a transplante.

Publicado em Notícias

Diretamente de Nova Deli, a frenética capital indiana, a News Farma vai marcar presença no centro mundial da investigação e tratamento do mieloma múltiplo, dando pela primeira vez cobertura ao International Myeloma Workshop 2017.

Publicado em Notícias

A empresa farmacêutica Takeda informa que a Comissão Europeia (CE) concedeu a autorização de introdução no mercado condicional para ixazomib, em combinação com lenalidomida e dexametasona, para doentes adultos com mieloma múltiplo que tenham recebido pelo menos uma terapêutica prévia.

Publicado em Notícias

Moderado pela Dr.ª Fernando Trigo e pelo Prof. Doutor Paulo Lúcio, o simpósio da Janssen, subordinado ao tema “Daratumumab: from a new target to new possibilities”, recebeu a participação da Prof.ª Doutora Maria Victoria Mateos, professora associada na Universidade de Salamanca e responsável pelo Departamento de Mieloma no Hospital Universitário de Salamanca. Em entrevista à News Farma, a conceituada especialista, que tem, no seu currículo, mais de 150 artigos publicados em revistas de renome, descreveu os mecanismos de ação de daratumumab, “o primeiro anticorpo monoclonal que se dirige ao antigénio CD38”. Este fármaco demonstrou ser uma estratégia “eficaz, em monoterapia, no grupo de doentes com mieloma múltiplo (MM)”.

O mieloma múltiplo (MM) é uma doença rara, maligna, da medula óssea que se desenvolve nas células sanguíneas denominadas de plasmócitos, que são as células do sistema imunitário que protegem o nosso corpo e produzem anticorpos. Trata-se de uma doença que afeta a qualidade de vida das pessoas diagnosticadas, uma vez que debilita o corpo e a proteção contra agressões externas. Os sintomas do mieloma múltiplo incluem cansaço extremo, dor nos ossos, fraturas patológicas, sangramento, anemia, infeções (sobretudo pneumococias), compressão da medula espinal e falência dos rins.

 

Publicado em Artigos
Pág. 2 de 2

Pesquisa

Publicações

Prev Next

Médico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Farmacêutico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Hematologia e Oncologia, 24, dezembro 2018

15.º Congresso Português de Diabetes, n.3

  SIDA, 37, janeiro/fevereiro 2019