Investigadores da Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa (FFUL) publicaram o maior estudo até à data sobre a emergência e disseminação da tuberculose multirresistente em Portugal, situando o seu aparecimento nos anos 70, através de duas estripes que permanecem em circulação e de uma evolução marcada pela resistência a diversos antibacilares.

 

Publicado em Notícias

Pesquisa

Publicações

Prev Next

Médico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Farmacêutico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Hematologia e Oncologia, 24, dezembro 2018

15.º Congresso Português de Diabetes, n.3

  SIDA, 37, janeiro/fevereiro 2019